11.9.8289.8651 kurt@dortemtratamento.com.br

«

»

jan 18

ARTRODESE LOMBAR E EXERCÍCIOS

artrodese lombar

Atualização:

A cirurgia na coluna  lombar,  tipo artrodese lombar, consiste na fusão lombar, através de parafusos na coluna.

 

A cirurgia na coluna lombar, tipo artrodese lombar, consiste na fusão lombar, através de parafusos na coluna.

Artrodese coluna lombar

Artrodese Lombar

Como médica Fisiatra,  especializada em tratamento de reabilitação não cirúrgico, eu trabalho arduamente para evitar cirurgia na coluna desnecessária e indico inúmeras técnicas não invasivas e minimamente invasivas para atingir este objetivo. Entenda as inúmeras intervenções de tratamento sem cirurgia na coluna neste post Aqui.

 

CASOS COM INDICAÇÃO DE CIRURGIA NA COLUNA

No entanto, há casos selecionados que não respondem isoladamente ao tratamento de reabilitação. Nestas situações indica-se  a cirurgia na coluna lombar, tipo artrodese lombar, quando há sinais de instabilidade articular da coluna e/ou sinais de complicações neurológicas (principalmente fraqueza muscular e alteração controle esfincteriano) e na falência do tratamento de reabilitação conservador.

Estas alterações funcionais podem ser consequência de:

– processo degenerativo da coluna;
– discopatias dolorosas e hérnia de discais desencadeando compressão nervosa;
– estenose canal espinhal;
– espondilolistese, espondilólise;
– deformidades tipo cifoescoliose,
– traumatismos e fraturas,
– tumores,
– discite e osteomielite

 

padrões de dor na doença lombar

fratura óssea na vertebral lombar

  ” Atenção: alterações nos exames de imagem não definem a realização ou não de uma cirurgia na coluna  lombar,  tipo artrodese lombar “

CIRURGIA NA COLUNA TRATA DOR CRÔNICA ?

Ressalto que o procedimento de cirurgia na coluna não é a base fundamental do tratamento da dor lombar crônica. A cirurgia na coluna representa uma das etapas do processo de recuperação, mas não a única. A cirurgia na coluna é apenas uma ferramenta para o sucesso do plano terapêutico de reabilitação do paciente, que pode realizar os exercícios terapêuticos com maior segurança (seja pelo controle da sequela neurológica e/ou controle da instabilidade articular).

 

CIRURGIA COLUNA LOMBAR recursos terapêuticos no paciente com dor lombar crônica -

A modificação dos fatores desencadeantes, dos vícios posturais e a progressão dos exercícios terapêuticos são fundamentais para restabelecer a função, tanto na dor crônica, quanto na instabilidade articular e na sequela neurológica.

CIRURGIA NA COLUNA – EU POSSO FAZER EXERCÍCIOS ?

Independente da etiologia, percebo muitas dúvidas quanto aos exercícios e todo o processo de reabilitação fisiátrico no pré e pós operatório da cirurgia na coluna tipo artrodese lombar.
É muito importante que as pessoas submetidas a uma cirurgia na coluna tenham em mente que os exercícios terapêuticos fazem parte dos cuidados pré e pós- operatórios, sob supervisão de profissionais especializados.

Conforme a evolução individual, executa-se o retorno gradativo à atividade física, com o devido recrutamento da musculatura estabilizadora da coluna para a prevenção de novas lesões e com a dor controlada.

CIRURGIA NA COLUNA – RELATO DE CASO

Recentemente eu recebi a seguinte mensagem de um paciente PADRÃO-OURO, submetido a Artrodese coluna lombar dinâmica há mais de 2 anos:

“Olá Dra.,

 Estou praticando atividades físicas normalmente, incluindo futebol. Eu treinei por um ano com o Studio Dois ( www.2studio.com.br ), mas pela questão da localização tive que parar, já que trabalho no Itaim-Bibi. Continuo treinando funcional, mas em um estúdio na Alameda Jaú, de um amigo meu. www.funcionalsp.com.br ) 

Estou plenamente recuperado, nunca mais tive nenhuma dor na coluna e minha panturrilha que teve uma boa dose de atrofia durante a irradiação do problema da hérnia, está bastante recuperada, necessitando apenas de um trabalho contínuo de liberação miofascial. 

Em relação ao receio das pessoas que passam por esse tipo de cirurgia praticarem atividade física, dois pontos foram importantes para que eu praticasse atividade física novamente:

1. Consciência corporal: Entender quais perfis de exercício devem ser evitados e que podem colocar em risco a coluna novamente (principalmente no início). Assim fiquei mais tranquilo para fazer outros exercícios sem a preocupação se poderiam estar afetando novamente a coluna ou o local lesionado. Nesse quesito o seu trabalho foi essencial para me tranquilizar.

2. Trabalho com profissionais gabaritados para acompanhar minhas atividades físicas e que têm consciência plena das restrições. 

Grande abraço, ” 

Como este paciente obteve este tipo de resultado? Desenvolvendo disciplina, auto-conhecimento, auto-responsabilidade e muito esforço pessoal. Além disso, a motivação deste paciente é a segurança e precaver-se. Desta forma, como forma de encorajamento, eu farei o relato de caso deste paciente e como foi este processo individual de recuperação da cirurgia na coluna – tipo artrodese lombar dinâmica.

CIRURGIA NA COLUNA – REABILITAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA

Procurou a médica Fisiatra para avaliação e indicação de estratégias de reabilitação pré-operatórias, por sugestão do Neurocirurgião.

Após a avaliação detalhada, chegou-se a seguinte impressão diagnóstica: Lombocetalgia (dor lombar com irradiação para o membro inferior) com:

  •  Componente  radicular (Obs.: a dor neuropática já estava bem controlada). Radiculopatia S1 (dor ciática);
  •  Componente de síndrome dolorosa miofascial no miótomo comprometido;
  •  Componente fadiga e fraqueza muscular na perna afetada;
  •  Componente de sobrecarga mecânica.

A conduta inicial foi baseada em informações educacionais sobre os diferentes componentes da limitação atual tanto na consulta presencial quanto usando um plano terapêutico individualizado, medidas de dessensibilização e maior atenção aos vícios posturais.

Dicas de postura na frente do computador

Como dormir melhor?

Como controlar a dor crônica

 Entendendo dor miofascial

Dor Miofascial tem tratamento

Dor Lombar tem tratamento

Além disso, enfatizou-se a necessidade de cuidados domiciliares com liberação miofascial e iniciar determinados exercícios terapêuticos antes mesmo da cirurgia na coluna:

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios de liberação miofascial

Técnica de auto-liberação miofascial com rolo – Membros Inferiores

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercício de relaxamento lombar

Exercício de relaxamento lombar – Pose da criança (Yoga Balasana)

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercício de relaxamento lombar adaptado com bola

Exercício de relaxamento lombar – Pose da criança adaptada com bola (Yoga Balasana)

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercício de recrutamento flexores do tronco

Exercício de recrutamento dos flexores do tronco

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercício de recrutamento extensores do tronco

Exercício de recrutamento dos extensores do tronco


Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios para o rotadores do quadrilCirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios para o rotadores do quadril

Neste caso específico, orientou-se uma maior atenção as atividades diárias com objetivo de evitar sobrecarga pré- operatória e pós-operatória imediato da  cirurgia na coluna. Esta orientação foi feita de modo suave e gradual, para evitar frustração, medo/evitação e culpa.

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar Postura na frente do computador

Postura sentada produz inúmeras repercussões nas articulações e deve-se tomar alguns cuidados.

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar Cuidados na postura sentada

Apoio lombar na postura sentada

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar Apoio lombar na postura sentada

Apoio lombar na postura sentada

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar Vícios posturais

Vícios posturais comuns

 

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar Como dormir melhor

Apoio entre os joelhos para dormir

COMPORTAMENTOS DISFUNCIONAIS – CIRURGIA NA COLUNA

Nos pacientes submetidos a cirurgia na coluna é essencial  evitar comportamentos disfuncionais como hipervigilância, cinesiofobia e catastrofização. Deste modo, neste caso individual foi traçado uma meta a longo prazo relacionada a movimento: retorno ao esporte (Futebol e Natação).

CIRURGIA NA COLUNA – REABILITAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA

FASE I

Assim que o neurocirurgião liberou a realização dos exercícios terapêuticos, reiniciou-se o treino de estabilização articular lombo pélvica (CORE).

Exemplos de exercícios de estabilização articular.

 

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios respiratórios

Os estabilizadores lombo pélvicos também são recrutados dura

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios para estabilização lombopélvica

Exercícios para estabilização lombo pélvica – CORE

Cirurgia na Coluna - Artrodese lombar exercícios avançados para estabilização lombopélvica

Exercícios avançados para estabilização lombo pélvica – CORE

CIRURGIA NA COLUNA – REABILITAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA

FASE II

Assim que o paciente evoluiu com maior resistência e na execução dos exercícios, o paciente foi liberado para a realização de exercícios em estúdio de treino funcional, com experiência em reabilitação de pessoas com lesões musculoesqueléticas.

Tanto no treino funcional, quanto no Pilates e na Academia de musculação, deve-se estimular o fortalecimento  e alongamento corporal, visando uma postura adequada e o alinhamento articular.

No treino deste paciente especifico, determinou-se um foco em manutenção da liberação fascial, estabilização articular, dissociação de cinturas, treino de mobilidade cintura pélvica e membros inferiores, treino de coordenação, treino de equilíbrio e propriocepção.

Em pouco tempo, este paciente evoluiu para o treino de HIIT /CrossFit, com atenção para a proteção articular. Para tanto, o número de pessoas por treino era limitado, aumentando a segurança dos treinos.

 

CIRURGIA NA COLUNA – CONSIDERAÇÕES ESSENCIAIS 

Este paciente foi submetido a uma cirurgia na coluna do tipo artrodese lombar dinâmica. Mesmo este tipo de cirurgia produz as consequências de qualquer cirurgia na coluna:

MOBILIDADE: As vértebras abordadas não terão a mesma mobilidade, principalmente a flexão e rotação do segmento submetido a artrodese lombar.

CICATRIZ: Os músculos lombares no local da cirurgia são seccionados, sendo substituídos por tecido de cicatrização (fibrose).

BIOMECÂNICA:

Os músculos lombares são submetidos a uma sobrecarga maior e podem desencadear a síndrome dolorosa miofascial crônica.

Observa-se que os níveis discais acima da cirurgia também ficam submetidos a uma sobrecarga maior e podem evoluir com dor e degeneração discal.

Músculos glúteos podem evoluir com encurtamento e dor crônica.

DOR PÓS CIRURGIA:  Alguns pacientes evoluem com síndrome pós artrodese / síndrome pós laminectomia ( No inglês, “Failed back surgery syndrome”)

IMOBILISMO: No pós operatório imediato, no hospital e em casa, a pessoa submetida a cirurgia na coluna deve ser encorajada a sair da cama e se movimentar dentro dos seus limites. O imobilismo pode piorar a atrofia e encurtamento  muscular e o descondicionamento físico.

Algumas orientações aos pacientes submetidos a cirurgia na coluna lombar do tipo artrodese:

– Evite ficar tempo prolongado numa mesma posição;

– Neste relato de caso específico, foi liberado o uso de calor local. A indicação de meios físicos para dessensibilização deve ser individualizada;

– Tenha auto-responsabilidade. Alguns pacientes acham que ganharão uma peça nova, uma coluna novinha em folha, “zero bala”. Muitos cirurgiões ainda estimulam os pacientes a acreditar que podem usar e abusar e nem precisam fazer exercícios para preservar e conservar a articulação. Desconfie de soluções fáceis e milagrosas, as cirurgias na coluna lombar tipo artrodese produzem alterações biomecânicas significativas;

– Use apoio lombar quando sentado, ele preserva a curvatura fisiológica da sua coluna. No entanto, busque pausas da posição sentada, mesmo quando está viajando de carro e de avião;

– Busque e conquiste a independência funcional, mesmo que precise de algumas adaptações. Por exemplo, usar um banco para tomar banho, trocar de roupa, etc.;

– Tenha atenção para prevenção de quedas;

– Todo mundo conhece um outro alguém que não evoluiu bem ou teve uma experiência de insucesso após uma cirurgia na coluna. Não dê atenção! Canalize as suas energias para se cercar de profissionais da sua confiança tanto no pré quanto no pós operatório. Costumo pedir para os meu pacientes evitarem entrar em fóruns de paciente: “Quem melhora da dor crônica, vai viver a via. Por isso é tão difícil encontrar pessoas que melhoraram na internet”;

Desconfie de soluções mágicas e fáceis.

A DOR TEM TRATAMENTO, MAS OS HÁBITOS SAUDÁVEIS DEVEM FAZER PARTE DESTE TRATAMENTO.

COMO CONTROLAR A DOR CRÔNICA

 

Quer ficar por dentro das novidades do canal Dor Tem Tratamento inscreva-se!! 

Conquiste bem estar e qualidade de vida: Dor tem Tratamento!!!
Converse sobre as suas dúvidas com um médico especializado em reabilitação (Fisiatria). Entenda melhor como é a reabilitação da dor pelo médico Fisiatra aqui

cropped-capa-blog.jpg
Médica Fisiatra – Dor e Reabilitação
Procedimentos Minimamente Invasivos em Medicina da Dor

Para mais informações ou agendamento de sessões terapêuticas com a Dra Maike Heerdt entre em Contato

70 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Cristiane Nardi

    Dra. Make bom dia
    Em 23 de novembro de 2016 foi realizada minha cirurgia, l4 l5 s1 5 parafusos e duas hastes, meu cirurgião é bem conservador e tentamos de tudo durante 1 ano e meio, tudo começou com uma dor ao sentar que em 2 meses progrediu para impossibilidade de sentar, passei de junho de 2015 há agosto de 2016 somente em pé e deitada, porém, em janeiro de 2016 5 meses após o diagnóstico comecei um trabalho por indicação médica de Pilates para fortalecer o core e powerhouse.
    Passei um ano e meio a base de opiáceos e medicações neuropatas mais 8 bloqueios sem nenhum sucesso,
    Tive um pós cirúrgico dentro do normal esperado, com 2 meses voltei o Pilates comecei uma reeducação alimentar para o sobrepeso, a ausência de exercícios aeróbicos, mais alimentação e medicações me deram um sobrepeso de 17 kg, tudo correu normal até janeiro de 2017 com EXCEÇÃO de uma dor na perna esquerda que no início tinha espamos em repouso, dor do glúteo até a sola do pé(algum formiga menti quando me sento num ângulo de 90° nada disso me deixava preocupada até quando voltei ao trabalho, lidero equipes, dou palestras, atendo muito muito via mídia social, e quis recuperar o tempo perdido. MEU ERRO.
    Comecei a realizar workshops viajando, mantive minha reabilitação, porém, em março de 2017 sete meses após a cirurgia comecei a sentir fortes dores na região dos glúteos e fêmur(além da perna) meu médico que me avalia mensalmente, sugeriu fortalecimento de glúteos e quadríceps, e a diminuição de carga de trabalho, o que de fato melhorou.
    No entanto em setembro deste ano eu passei o mês com dor na região da cirurgia, mas perna, tive que fazer repouso e reduzi meu trabalho em 80%
    Fizemos um raio X e tudo está normal. Farei uma ressonância após as festas.
    Não costumo ficar lendo a respeito, acho cada resultado particular, e sei que a cirurgia é apenas um dos passos para a cura, mudança de hábitos mais exercícios são primordiais para uma vida perto da normalidade, com isso minhas perguntas são após ler tantos relatos de dor pós cirúrgica:

    •Eu tenho dores horríveis se fizer a inclinação de 45° como a posição passar um simples pano na casa.

    Essa dor na perna poderia ser ?
    Como trato?
    Tenho plena confiança e segurança no meu médico(Usp Ribeirão Preto) a pergunta é a título de uma segunda opinião.
    Ou seja
    Causa?
    Tratamento?

    1. Maike Heerdt

      Boa Tarde
      Agradeço a sua coragem em expor o seu caso aqui. Você já é uma vencedora. Já superou muitos desafios.
      A artrodese impõe limites e estar ciente deles é uma grande chave na cura da dor.
      Quando ao seu caso, há muitas hipóteses possíveis.

      Por exemplo,
      A cicatriz e o material de síntese levam a hipomobilidade coluna lombosacra.
      Em casos selecionados, pode ocorrer sobrecarga da articulacao sacroiliaca pós artrodese coluna lombar.
      As vezes precisa tratar a disfunção sacroiliaca. As vezes precisa tratar a cicatriz. As vezes precisa usar estabilizador com bioceramica quando realiza atividades de flexão lombar.
      Há muitas possibilidades de causas biomecânicas bem como possibilidades de tratamento assertivo.
      Mas o mais importante é persistir.
      Não se conformar com a dor .

      “O caminho é longo mas a Vitória é certa”

      Atenciosamente,
      Equipe Dor tem tratamento.

  2. Moacir Oliveir

    Olá boa noite,
    Meu nome e Moacir tenho 32 anos.
    Passei por duas cirurgias de artrodese torácico lombar no último mês, uma de estabilização e outra de reconstrução pois avia implodido a L3 em uma queda.
    Faz uma semana que estou em casa as dores está tranquilo, porém estou com inchaço na região anterior e perna esquerda com um pouco de sensibilidade por causa do inchaço. A perna direita está gelada mas sem dor nenhuma, isso é normal? Quanto tempo pra desinchar? Tenho retorno no meu médico dia 27, devo antecipar ou aguardo?
    Obrigado

    1. Maike Heerdt

      Bom dia Moacir.
      A equipe Dor tem tratamento agradece a sua mensagem e a sua coragem em expor a sua história aqui.
      Fico preocupada com a possibilidade de trombose venosa profunda pós operatória. Diante do exposto, parece mais racional procurar um serviço de atendimento para excluir causas de emergência ou urgência com o causa do seu sintoma. Parece ser o mais sensato a fazer.

      Atenciosamente,
      DOR TEM TRATAMENTO

  3. marcelo meilus

    Boa tarde Dr. Maike, me chamo Marcelo tenho 46 anos e no dia 24/01/2017 me submeti a uma cirurgia L4 L5 L6 S1 de hernia de disco com 6 pinos e duas hastes, porem fiquei 42 dias no hostpital sem me locomover com muitas dores, apos sair exatos 7 meses no dia 24/08 me submeti a outra cirurgia pra colocar 3 proteses entre as vertebras, no qual seria a solucao pra minhas dores, pasmem, nao ocorreu, fiquei uns 15 dias no ceu, e do ceu ao inferno, de la pra ca nao suporto mais minhas dores estou tomendo remédias a base de OPIO, diariamente, e nao suporto as dores, doe 24 hs, nao sei mais o que faço, ja fiz bloqueio umas 3 x e nao saio do hospital, somente internado a base de morfina a cada 4 horas que fico sem dor, tirando isso nao sei mais oque é o prazer de ficar sem dor, o que tenho que fazer, por favor socorro nao aguento mais, nao tem posicao pra ficar, minha perna direita pega fogo saindo do kokis erradiando para perna direita…

    1. Maike Heerdt

      Bom dia Marcelo
      A equipe Dor tem tratamento agradece a sua confiança. Busque soluções no tratamento de dor neuropatica. Podemos intermediar a aquisição de aparelho para a fotobioestimulacao. Mas o ideal seria você se apropriar do seu quadro atual, o quadro de dor neuropatica e buscar soluções para lhe trazer mais qualidade de vida. Você conhece o treinamento mental de Mindfulness – Dor tem tratamento ?
      A Dra Maike Heerdt tambem possui o serviço de mentoria online. No entanto, atualmente ela está afastada por problemas de saúde.

      Att.
      Dor tem tratamento

  4. Marlene Rosenfeld

    Dra. Maike, fiz cirurgia da coluna lombar e foi colocado parafusos e hastes. Tive problemas com a cicratizacao e só tive alta depois de 50 dias. Iniciei agora a hidroterapia. Meu problema é que não posso esticar as pernas e nem ficar com as costas eretas porque tenho uma pontada que me desmorona (parece um choque) A dor e muito forte por segundos e depois passa. Preciso andar de pernas dobradas e ombros caídos e bem devagar. Pergunto se esse sintoma é de fraqueza muscular ou ainda tenho problemas na coluna? Como saber? O fortalecimento da musculatura com a hidroterapia e posteriormente a fisioterapia vai resolver esse problema? O aparelho tens ajuda no fortalecimento da musculatura?

  5. Arruda

    Dra Maike, completei 4 meses de artrodese em d5 e d6. Foram 18 pinos e mais duas hastes, além de um Cage onde foi ressecado duas vértebras. Tenho mieloma mutiplo e apresentei fratura patológica em algumas vértebras e compressão medular por conta disso. Cheguei a apresentar 83 graus de hipercifose antes de operar. As dores eram insuportáveis. Estava a base de morfina. Com a doença controlada realizei a cirurgia. O objetivo foi a estabilização. Minha hipercifose diminuiu. Ainda sinto muita dor, mas não tomo mais morfina. Uso dolamin 125 de 8 em 8. Sempre fiz fisioterapia logo após a cirurgia. Sempre leve. Embora ainda tenha muita dificuldade para me levantar sozinho da cama, consigo caminhar e me sentar. Há dois dias iniciei rpg. Embora o médico tenha proibido rotação e flexão inicialmente, eu senti muita dor após a primeira sessão de rpg. Parece que piorou tudo. Fico preocupado pois sei da qualidade ruim dos ossos das minhas vértebras devido à doença. Durante os exercicios de rpg eu não vi nada intenso ou que me preocupasse. Mas a dor piorou muito após. Devo pedir ao fisioterapeuta para ir mais devagar comigo? Ou é normal e devo insistir? Muito obrigado.

    1. Maike Heerdt

      Obrigado pelo seu relato. Você leu o artigo : ” COMO O FISIATRA TRATA A DOR? COMO EU TRATO ” ?
      Há a necessidade de estabelecer uma plano terapêutico individualizado para o seu caso, sendo essencial entender os mecanismos de dor.
      Além disso, ficar pensando e raciocinando sobre o problema e causas de dor desencadeiam grande desgaste físico e psíquico. O ideal é delegar a sua reabilitação a um profissional médico fisiatra de sua confiança.
      Se você residir em outro estado, A Dra Maike poderia ajudá-lo com a consultoria online. No entanto, não poderia prescrever ou realizar procedimentos ( só presencialmente) . Mas poderia sugerir uma direção terapêutica.

  6. Manuela Arede

    Boa tarde Dra. Maike fiz cirurgia a 1/3/2016 artrodese intersomática L5 L1com caixas PLIVIOS e enxerto autólogo e fixação transpedicular Pangea (PLIF L5 L1), passados três meses fiz fisioterapia mas continuei com muitas dores sentindo uma pressão enorme nas cirurgia,continuei com baixa medica até a próxima cirurgia no dia 23 /9/2016 revisão de fixação de artrodese L5L1 retirada de parafuso cefálico direito de L5 e remontagem de fixação, mantive muitas dores lombares fui orientada para consulta da dor, passado três meses iniciei novamente fisioterapia, mas nada resolveu continuei com a mesma pressão na zona da cirurgia,continuei com muitas dores e a fazer picos de febre onde fui submetida a cirurgia no dia 30/5/2017 extracção de material de osteossintese (parafusos e barras laterais de Pangea) uso lombostato para apoio externo continuo com muitas dores e com a mesma pressão, tendo um agravante que fiquei com muitas dores que me irradia para as pernas ficando sem força quando caminho e a falsear, e sem força na perna esquerda para subir as escadas e com muita dormência na perna toda e o pé, não me consigo baixar,nem fazer movimentos de flexão da coluna, estou muito limitada sem poder fazer nada até mesmo o básico como calçar vestir. Contínuo com baixa medica e varias idas as urgências onde o meu operador me diz que já esgotou tudo o que podia fazer por mim ,mas fiquei pior que o que estava antes de ser operada.
    Doutora o que devo fazer na minha situação, gostaria que me ajuda-se.

    Gostaria de uma orientação.

    1. Maike Heerdt

      Prezada Manuela,
      Obrigado pelo seu comentário
      Alguns casos evoluem com Síndrome pós Artrodese. Em alguns casos, há indicação de intervenção para reduzir a fibrose cirúrgica.
      A hipomobilidade pós cirurgia leva a hipermobilidade em outras articulações como a articulação sacroilíaca.
      Além disso é essencial considerar medicações que reduzem relacionado a dor.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

      1. Manuela Robrigies

        Dr.a minha medicação para as dores é tapentadol 200mg-gadenpentina 300mg-dolocalma 575mg naproxeno 500mg- ainda aplico penso vessatis durante a noite paracetamol em SOS mesmo assim tenho dores intensas que deixo mesmo de andar fico sem poder movimentar não sei o que fazer mais ,o meu operador diz que já esgotou tudo o que podia fazer por mim eu não consigo nem calçar nem vestir da sintura para baixo por favor Dr agude -me o que caminho eide seguir muito obrigado pela atenção.

  7. Diego

    Olá Dra fiz uma cirurgia de Ernia de Disco L4 e L5 em Janeiro de sete ano.. onde tive um insucesso.. pois o médico havia dito que tudo estava bem que havia retirado a tal Hernia.! Com 3 dia pós cirurgia comecei sentir dores muito forte na perna direita e a dormencia foi aumentando. Perguntei ao médico e o mesmo me disse que as dores não.teria nada haver com a cirugia. Com o passar do tempo as dores triplicaram e fui perdendo o movimento da perna direita. Sentia dores infernais 24 hs por dia. Nao sabia mais o que era dormir. E o meu médico teve um problema particular e sumiu.. não consegui mais atendimento com ele .. nem via Telefone marcando consulta pois la informaram que o mesmo havia viajado.. O mesmo veio me dar a primeira consulta 2 meses após a cirurgia neste período de tempo fiquei pulando de médico em médico e todos me falavam q eu tinha que retornar ao meu médico que havia feito minha cirurgia.. Com outros médicos consegui exames de Ressonância magnética e Eletroneuromiografia. Consegui consulta com médicos que são de São Paulo que atendem aqui no estado “Rondônia” os mesmos ficaram com meu caso . GRAÇAS A DEUS !!! Já havia perdido 95% do movimento da perna direita já estava com o pé caído. Fiz outra cirugia final de abril L4 e L5 . O médico colocou uma placa uma aste 6 parafusos uma prótese e finalmente retirou minha ernia . Estou em tratamento pois graças a Deus tive a oportunidade de encontrar esses medicos. Sempre fui muito ativo. Sou policial dava aula rm academia.. aulas de Jiu Jitsu.. corria todo dia e malhação todo dia tb. Sinto muita falta das minhas atividades físicas e espero que um dia consiga voltar a fazer novamente.!!

    1. Maike Heerdt

      Prezado Diego,

      Muito obrigado pelo seu depoimento. Que os seus desafios sejam superados de maneira leve e que a vida sorria para você. ” A vitória é certa, mesmo que o caminho seja longo” .

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  8. Angelita

    Boa noite!
    Fiz uma cirurgia no ano de 2011, tenho 6 pinos, 3 amortecedores e uma haste, me recuperei bem, só sinto incomodo se fico muito tempo em pé, este ano de 2017 fiz uma histerictomia e fui anestesiada com uma Raqui
    Essa cirurgia de histerictomia foi feita 13/04/17, só que comecei a sentir dores na coluna, e hoje minhas pernas paralisaram e dores fortes que não consigo me movimentar direito, a anestesia pode causar este tipo de sequela?

    1. Maike Heerdt

      Prezada Angelita,

      Obrigado por deixar o seu comentário.

      São muitas variáveis a se considerar, inclusive que as histerectomia pode modificar a biomecânica e enfraquecer o CORE.
      Há a necessidade de uma avaliação com detalhes do caso para melhor direcionamento.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  9. marveli ventura

    boa noite dra. Maike,tenho uma duvida seria posivel a dra. responder fiz cirurgia da coluna lombar sacra ja pela 2 vez mas na 1 vez colocaram 6 parafusos ,conseguir ter meu movimentos .,tomar banho sozinha ir ao banheiro sem precisar de ninguém me ajudar ,so que agora to com 18 parafusos ,e to com 6 meses e ainda nao consigo fazer minhas higienes pessoais sem ajuda ,parafuso t9 a l5 sera que poderei voltar a eu mesma fazer minhas higienes pessoais ? por favor oque devo fazer,

    1. Maike Heerdt

      Marveli,

      Muito Obrigado pelo seu comentário.

      Na artrodese é natural que exista uma certa limitação de movimentos, mas é preciso que seja avaliado quais as possibilidade de amplitude de movimento que não comprometa a artrodese. Procure em sua região um profissional médico especializado em medicina física e reabilitação.

      Att Equipe Dor Tem Tratamento

  10. claudio

    Ola doutora Maike, meu nome é Claudio, fiz cirurgia de artrodese lombar L5 S1, dia 03/01/2017 apos uma espera de dez anos do instituto nacional de traumatologia e ortopedia (into rj), hoje são exatos quatro meses e doze dias , e o que eu tenho para falar é que no local onde foi realizada a cirurgia foi posto quatro pinos, haste e inxerto. no local da cirurgia eu não cinto dor, apenas cinto um pouco de peso no local, mais em compesação na região dos gluteos ainda continuo sentindo muitas dores, e não consigui ainda parar de tomar remedio , e quando recebi alta do hospital um fisioterapeuta do mesmo, disse que não haveria necessidade de fazer fisioterapia, este mês votarei para realizar novos exames e passar pelos medicos, gostaria de agradeçer a atenção e o excelente blog, e perguntar sobre esta siutação. grato.

    1. Maike Heerdt

      Prezado Claudio,

      Muito Obrigado pelo comentário e pelo feedback.

      Já conhece a nossa iniciativa do canal do youtube? sugiro que vejas este dois videos abaixo:


      https://www.youtube.com/watch?v=lQB1fOJblaM

      Um procedimento invasivo como uma artrodese pode alterar a sua estrutura biomecânica, por isso é importante avaliar o seu conjunto biomecânico para entender qual o melhor plano de tratamento da dor.

      Att Equipe Dor Tem Tratamento

  11. OLIVETE TEREZINHA LOCATELLI SANTOS

    boa tarde fiz uma cirurgia de artrodese da L4 e L5 e enxerto de uma vertebra .em dezembro de 2014 depois de 8 meses da cirurgia o medico receitou fisioterapia so que a fisioterapeuta me fez infra vermelho e uma fiso que deitava em uma aquecedor fiz isso 4 meses e fiquei pior do quando fiz a cirurgia travei e criou ums caroços encima da cirurgia sinto muita dor que tenho que tomar remédio diariamente e dor muito horivel e agora nao faço exercício mas sinto que preciso fazer urgente oque vc me orienta a fazer.

    1. Maike Heerdt

      Prezada Olivete,

      Muito obrigado pelo seu comentário.

      Conforme vimos no vídeo da Dra Maike sobre exercícios após artrodese. https://www.youtube.com/watch?v=hcfL9oaaBmQ , antes de iniciar as atividades físicas é importante avaliar o seu caso com um médico especializado em reabilitação também conhecido como fisiatra. Quais foram as metodologias de tratamento da dor que lhe foram orientadas?

      Att Equipe Dor Tem Tratamento

  12. CATI

    Oi Dra. Fiz artrodese Lombar e Cervical fazem 5 anos e fiquei com fores horríveis na musculatura. Tenho dores em volta da escápula. Foi indicado exercícios, mas acabo sentindo mais dores. Me aconselhe. Meu nome é Cati

    1. Maike Heerdt

      Prezada Cati,

      Muito obrigado por compartilhar a sua história.

      Realmente os pacientes podem evoluir com dor e disfunção cervical e cintura-escapular, nesses casos o primeiro passo é a elaboração de um plano terapêutico individualizado, para interromper o ciclo de dor e espasmo muscular, você já leu o artigo http://dortemtratamento.com.br/como-o-fisiatra-trata-a-dor/ ?

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  13. Fernanda

    Boa tarde Doutora,
    Possuo espondilolistese L5S1, sinto dores lombares que as vezes irradiam para perna esquerda. Posso fazer crossfit? Qual a melhor atividade física para meu caso? Preciso perder peso.
    Obrigada

    1. Maike Heerdt

      Prezada Fernanda,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Como podemos ver no vídeo que acompanha o post, existe a possibilidade da pratica de exercícios para quem realizou uma artrodese, mas para saber quais as suas limitações e possibilidades de exercício, somente com uma avaliação presencial do seu conjunto biomecânico. Procure um profissional de confiança para ajuda-la a propor uma rotina de exercícios.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  14. Maria das neves neri dos santos

    meu filho levou um tiro na coluna lonbar da sintura pra baaixo ficou paraplezico tem tres anos ele tem 21 anos quais sao as posibilidade de voutar a anda

    1. Maike Heerdt

      Prezada Maria,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Lesão na medula é uma lesão grave, é importante seguir um tratamento continuo com uma equipe de médicos e fisioterapeutas, no caso do seu filho, principalmente focando no fortalecimento dos membros superiores.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  15. Daniel

    Boa tarde!
    Gostaria de saber se pessoa com parafusos na coluna podem fazer tratamento com tens?

    1. Maike Heerdt

      Prezado Daniel,

      Obrigado pelo seu comentário,

      O fato de possuir artrodese, não é uma contra-indicação formal do tens.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  16. marlandia pereira de sousa

    Boa noite . Fiz uma cirurgia de artrodese lombar da l5 l4 e s1 em maio de 2016 e em setembro fiz nova cirurgia pq tive uma queda e houve luxação e deslocamento da protese cage, em janeiro deste ano fiz uma denervação pois as dores na musculatura estavam insuportavéis mas mesmo apos 20 dias do procedimento continuo com dores o que devo fazer ja iniciei afisioterapia.

    1. Maike Heerdt

      Prezada Marlandia,

      Obrigado pelo seu comentário.

      É importante seguir com as sessões de fisioterapia, uma sugestão é procurar um médico especializado em medicina física e reabilitação (fisiatra), para avaliar a utilização de um arsenal terapêutico mais abrangente.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  17. Jefferson

    Boa noite Drª,
    Tenho uma Escoliose de 44º, fui em alguns especialista e a resposta sempre é a mesma, pilates, Rpg e natação.
    Minha preocupação é a seguinte, com muita determinação eu consigo diminuir esse grau para 10º porque em alguns concursos públicos em areas policiais de preferencia não aceita a margem superior a 13º. Ou seja, preciso de muita determinação para corrigir esse grau e se eu fizer a cirurgia ficarei impossibilitado de entrar em algum cargo publico por exemplo: Bombeiro, Policia…
    Muito Obrigado.
    Att,

    1. Maike Heerdt

      Prezado Jefferson,

      Obrigado pelo seu comentário
      Os critérios para a pericia médica depende de cada processo seletivo, acredito que no edital deve haver as especificações sobre esses critérios, ou talvez seja importante entrar em contato com as instituições do qual você pretende prestar a prova para verificar estas informações.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  18. GLEIDSON PIONORIO FREIRE

    olá, Boa tarde, eu fiz uma cirugia na Coluna da T1 a T12, coloquei 23 Pinos, Duas hastes e Externos, Gostaria de saber se eu posso Malhar? Tem 7 anos que fiz a minha cirugia!

    1. Maike Heerdt

      Prezado Gleidson,

      Muito obrigado pelo seu comentário.

      Conforme podemos ver no vídeo sobre artrodese, existe a possibilidade de retornar as atividades físicas, mas para saber quais são os limites que você pode chegar no exercício sem ter um comprometimento da artrodese é necessário que você procure um profissional capacitado que avaliará o seu caso.

      Att Equipe Dor Tem Tratamento

  19. Thaíse Feitosa Vanderlei

    Olá Dra. Maike.
    Esse artigo é bastante completo e esclarecedor. Parabéns!
    Fiz artrodese há 5 meses, da L4,L5, S1. Tratamento necessário pra retirada de shwannomas. Fiz fisioterapia por 3 meses, 3 vezes por semana. Hoje, as dores são controladas por medicações paliativas, mas estão diminuindo. No entanto o que me chama atenção é um “rangido” na região ao executar determinados movimentos. Por conta disso tenho medo de praticar atividades físicas. É comum esse rangido?

    1. Maike Heerdt

      Prezada Thaíse,

      Obrigado pelo feedback e pelo seu comentário.

      O rangido pode ser secundário a artrodese, secundário a instabilidade, secundários a sobrecarga articular, secundário ao processo degenerativo. O ideal é passar por uma avaliação física biomecânica detalhada e entender minuciosamente está queixa.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  20. Lidia

    Olá Dr Maike prazer em estar escrevendo aki meu depoimento. Vou ser breve moro no Japão e por causa de serviços que fiz aki pesados tinha muita dor nas costas e nervo ciático que deixava muito irritadas e foram longos anos assim. Operei faz 4 meses coloquei 4 pinos e continuo sentindo dor nas pernas embora que tomo 12 comprimidos que se não tomar a dor fica mais forte. Conversei com médico e ele diz que pela ressonância está tudo bem e que não está pegando em nenhum nervo e diz que com o tempo passa e por causa do frio a dor aumenta. Fico tão triste pois às vezes não sinto nada mas derrepente a dor volta contudo. O que posso fazer??? Me ajude??faco choques e massagem de leve nas pernas mas como e caro aki vou 2 vezes por semana. Qual tipo de exercício posso fazer?? Obrigada

    1. Maike Heerdt

      Prezada Lidia,

      Muito obrigado pelo seu comentário.

      Toda orientação deve ser acompanhada da avaliação do conjunto biomecânico, para que se possa prescrever os exercícios que irão ter melhor resultado no seu caso, entretanto no post podemos ver alguns exemplos de exercício que podem ser realizados em casa.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  21. Kellianne Souza

    Olá, Dra. Maike Heerdt! Fiz a cirurgia artrodese há 4 anos. 26 parafusos entre as vértebras T4 a L4.
    Ainda sinto um pouco de dor na lombar. Como é um pouco difícil de ir até o meu médico por conta da localização, eu gostaria que a senhora me tirasse uma dúvida.
    Eu poderia fazer treino com exercícios de alta intensidade??
    Espero que me responda.
    Desde já agradeço sua atenção.
    Grande beijo!

    1. Maike Heerdt

      Prezada Kellianne,

      Obrigado pelo seu comentário e por seu depoimento.
      Qualquer orientação para a prática de exercícios em pessoas que realizaram a cirurgia de artrodese deve ser após um exame biomecânico detalhado, para a verificação do estado atual do seu conjunto biomecânico e caso seja necessário o fortalecimento de grupos específicos para que não haja um comprometimento da artrodese.
      Sugiro o vídeo sobre artrodese para mais esclarecimentos:https://www.youtube.com/watch?v=hcfL9oaaBmQ

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  22. leandro lemos

    bom dia

    fiz artrodese na coluna l1 à L5 ! trabalhava com instalação elétrica, fazia bastante esforço físico frequente, sempre tinha que trabalha em altura, escada ou andaime, gostaria de saber posso volta trabalha normal.

    1. Maike Heerdt

      Prezado Leandro Lemos,

      Obrigado pelo seu comentário e por compartilhar a sua história.

      No vídeo que a Dra Maike Heerdt responde uma duvida de visitante do site, https://www.youtube.com/watch?v=hcfL9oaaBmQ, é comentado sobre quais as possibilidades para quem realiza a cirurgia na coluna, é importante ressaltar a importância de buscar um profissional capacitado para que seja realizado um exame biomecânico presencial e avaliar quais as atividades que estão liberadas.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  23. Vania rosa santos

    Prezada DR excelente auxilio
    Realizei a cirurgia de artrodese lombar a 1 ano e 3 meses foram colocados 6 parafusos e astes, porém após acordar eu dava muitos choques e não sustentava as pernas quando querendo cair …por isso permaneci 1 mês internada até os choques desaparecerem
    meu medico muito conceituado me disse q ouve muita manipulação do nervo,e que não havia espaço e fizeram o melhor, que eu devia ter paciência realizar as fisioterapias …acupunturas diárias o q fiz por 6 meses
    porém nunca melhorou sinto dor no glúteo vivo a base de remédios na ressonância apareceu sacro elite .tendinopatia glúteo médio e minimo e bursite trocantérica ….esse negocio não sara
    continuo fazendo fisioterapia e tomando os remédios …continuo tendo crises e não posso fazer nenhum tipo d exercício que sempre pioro.
    minha pergunta é pq esse negocio não tem cura ? qual seria o melhor tratamento em meu caso
    pq bloqueios ja fiz …infiltrações e a tal radiculotomia o convenio não autoriza pq tem cirurgia previa e foge do hall da DUT…custa 78 mil reais
    Estou desesperada pq to achando q só milagre…

    1. Maike Heerdt

      Prezada Vania,

      Muito obrigado pelo comentário e por compartilhar a sua história

      A Dra Maike atende vários casos com quadro de dor persistente pós artrodese. No entanto para traçar um plano de tratamento é necessário o exame biomecânico presencial detalhado.
      Qual a metodologia de tratamento escolhida para a sua reabilitação?

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

      1. vania rosa santos

        Faço fisioterapia diária utilizam o tens ..infravermelho e um que é uma caneta a laser.. depois faço exercícios alongamentos .
        Faço acupuntura 2 vez na semana
        e tomo os remédios porém tenho uma vida limitada a dores ..mau consigo trabalhar e exercícios nenhum já tentei hidroterapia…hidroginástica..pilates tudo me gera uma crise.
        e estou muito triste …pq não vejo melhora

  24. Marcos

    Doutora, Boa Tarde.
    Meu nome é Marcos e tenho retrolistese degenerativa (Grau 1) de L5 sobre S1 associada a discopatia degenerativa L4 L5. O Neurocirurgião quer me operar, mas tenho receio do pós-operatório. Tem como fugir dessa cirurgia fazendo exercícios para perder gordura e fortalecer a lombar? Se tiver um e-mail onde possa te mandar uma cópia do laudo ( RM ) ficará mais fácil a compreensão.

    Obrigado

    1. Maike Heerdt

      Prezado Marcos,

      Obrigado pelo comentário e pelo interesse no assunto.

      É importante realizar uma avaliação biomecânica para que seja avaliado o seu quadro de dor persistente, os exames que você realizou são uma parte importante, porém complementar da avaliação. Caso não tenha visto ainda, segue uma sugestão de um vídeo que explica melhor sobre a cirurgia na coluna. https://www.youtube.com/watch?v=lQB1fOJblaM

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  25. Robério Agostinho da Silva

    Bom dia. Observei que quando faço abdominal sinto minha coluna. Fica dolorida. Fiz cirurgia de coluna tenho 08 parafuso na S1, T1, L2,L5. ja estou malhado pego ate 30 k, posso, não sinto nada, tenho 95 KG. Ja tem 02 anos que fiz a cirurgia, digo que não faço mais acompanhamento.

    1. Maike Heerdt

      Prezado Robério

      Agradeço por deixar aqui o seu depoimento

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  26. Alex Sandro Lima de Oliveira

    Bom dia Dra. Maike ….. Meu nome é Alex e passei pela artrodese lombar a cerca de 18 meses, após a cirurgia tive complicações terríveis causadas por uma bactéria que provavelmente contrai durante a cirurgia, levei 6 meses para me livrar dessa infecção, eu pesava 78kg antes da cirurgia e durante a infecção cheguei a pesar 54kg, consegui superar essa fase e hoje estou frequentando academia normalmente, claro após um longo período de reabilitação. Realmente a grande parte dos médicos não são claros quanto a informações pós cirúrgicas, muitos vendem uma facilidade que não existe e por isso existem tantas pessoas operadas achando que suas vidas acabaram após a artrodese. Crie uma página no facebook para provar que existe vida após a artrodese e que podemos vencer vários limites deste procedimento tão agressivo ao corpo. Ficarei eternamente grato se a Dra. puder visitar a página e contribuir com algumas postagens.. https://www.facebook.com/vencendodoreselimites/ .. Deus abençoe

    1. Maike Heerdt

      Prezado Alex,

      Muito obrigado por compartilhar a sua história aqui e parabéns por sua iniciativa, pois como você citou, estas informações ajudam a trazer esperança para as pessoas que já fizeram artrodese e para aquelas que virão a fazer, em ter uma vida plena após a cirurgia.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  27. Paulo Sérgio Moraes Silva

    Qual o tempo de recuperação plenas de cirurgia para eu voltar as minhas atividades funcionais.
    Sou policial militar.

    1. Maike Heerdt

      Prezado Paulo,

      Muito obrigado pelo seu comentário e por compartilhar a sua historia.
      Sugiro o vídeo que a Dra Maike responde uma duvida sobre artrodese no canal do Dor Tem Tratamento no Youtube https://www.youtube.com/watch?v=hcfL9oaaBmQ
      Para uma orientação é necessário realizar uma avaliação individualizada, com exame físico presencial de um profissional capacitado e experiente.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  28. Iracema

    Boa Tarde!

    Daqui há três dias irei completar um ano que fiz artrodese na coluna lombar. E já fiz trinta sessões de fisioterapia, ainda tenho medo de fazer alguns exercícios. Me sinto muito melhor depois da cirurgia e terapia, qual exercício que poço praticar? Fico muito feliz pela matéria que voce publicou, porque me senti muito insegura antes da cirurgia pois, não sabia como ia ser minha vida pós cirurgia, quase não há informações de como e quais exercícios podemos fazer.

    1. Maike Heerdt

      Prezada Iracema,

      Muito Obrigado por deixar o seu comentário e compartilhar a sua história.

      Ficamos felizes em poder trazer mais informações sobre a cirurgia na coluna e ajudar as pessoas a tomarem a decisão de faze-la.
      Estamos preparando material em vídeo para continuar a ajudar cada dia mais e melhor nossos visitantes, acesse e inscreva-se no canal https://www.youtube.com/channel/UCviNXKUTgNfv_gBGKhLd2Qw

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  29. Everson

    Olá, fiz artrodese na coluna T12 à L2 ! Gostaria de saber se nunca mais vou poder erguer peso, ou apenas num período de tempo? E até quantos kg?

    1. Maike Heerdt

      Prezado Everson,

      Muito obrigado pelo seu comentário.

      A sua pergunta é bem especifica e para responde-la é necessário uma avaliação presencial minuciosa do seu caso. No caso descrito no post:http://dortemtratamento.com.br/2016/01/cirurgia-na-coluna-lombar-e-exercicios-artrodese-lombar.html , o paciente foi liberado para pegar peso após inúmeras sessões fisiátricas minuciosa.
      A sua duvida é muito pertinente e iremos abordar nos próximos videos do canal Dor Tem Tratamento.

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  30. Rosemary

    Bom dia! Muito proveitoso essa matéria.

  31. Elisete Remonti

    Fiz artrose a 1 ano,fora colocados 2amortecedores e 6 pinos de titânio, quais exercícios físicos posso fazer?

    1. Maike Heerdt

      Prezada Elisete,

      Obrigada pelo comentário e pelo interesse no assunto

      A pratica de exercícios para pessoas que fizeram a cirurgia é recomendada com a supervisão de profissionais especializados em reabilitação.
      Neste artigo vimos que “Conforme a evolução individual, executa-se o retorno gradativo à atividade física, com o devido recrutamento da musculatura estabilizadora da coluna para a prevenção de novas lesões e com a dor controlada.”

  32. cardoso filho jose

    Fiz cirurgia laminectomia a 60 dias colocando 8 parafusos p sustentação da coluna, tendo 80% de melhora na parestesia Mii, pergunto: quando posso fazer fisioterapia em academia? já caminho 20min.diarios, com alguma dor suportável.

    1. Maike Heerdt

      Prezado José,

      Muito obrigada pelo seu comentário,

      No post:http://dortemtratamento.com.br/2016/01/cirurgia-na-coluna-lombar-e-exercicios-artrodese-lombar.html , foi descrito o caso de um paciente que foi avaliado presencialmente em inúmeras sessões fisiátricas para a realização de exercícios com maior segurança possível.

      Ficamos muito felizes com a sua melhora, a indicação de exercícios de fortalecimento no ambiente de academia deve ser individualizada após exame físico biomecânico detalhado e seguindo uma metodologia sistemática. A prevenção de novas lesões sempre deve ser uma meta terapêutica.
      Qual a metodologia de tratamento escolhida para a sua reabilitação? Para saber mais sobre a metodologia de tratamento da Dra Maike Heerdt entre em contato em :http://dortemtratamento.com.br/contato

      Att. Equipe Dor Tem Tratamento

  33. Rabelo

    Espondilose Lombar

    Protusão discal posterior difusa em L2- L3 com maior componente posterior mediano comprimindo o saco dural protusão discal posterior difusa em L4-L5 commaior componente póstero lateral esquerdo e foraminal esquerdo estreitando seus forames e tocando as raizes de L4e L5 mais a esquerda e Hérnia de disco foraminal a direita em L5-sI comprimindo a raiz emergente direita L5

    foi me dito que tenho 2 Hérnias uma grande lado direito e outra menor lado direito Dr me disse que tenho que fazer cirurgia com colocação 6 parafusos e hastes já fui operado da coluna por 3 vezes sem sucesso esta cirurgia em sua opinião é mesmo necessária

    1. Maike Heerdt

      Prezado Rabelo,

      Obrigada pelo seu comentário e pelo interesse no assunto.

      Cada caso deve ser tratado de forma individual, pois cada paciente irá responder de forma diferente aos diversos tratamentos.
      Para uma melhor orientação, é importante contar com o histórico médico e o exame físico presencial de um médico experiente.
      Não desista de procurar tratamento para o seu caso!

  34. joao Batista ribeiro

    Boa noite meu no é João Batista,fui submetido a uma cirurgia de coluna lombar artrodese, para retirar um projétil que estava alojada na L4 e L5, estou com 25 dias de operação e estou bem, mais a evacuação não está regular como antes da cirurgia, já fiz mais com muito custo, e meu intestino era bem regulado!isso é normal? Vai voltar o que era antes, eu fiquei com uma sequela já antes da cirurgia, fiquei com o pé esquerdo caído e perdi massa muscular!

    1. Maike Heerdt

      Prezado João Batista,

      Muito Obrigada pelo comentário e pelo interesse no assunto. Cada caso deve ser individualizado e avaliado adequadamente numa consulta médica presencial, com história e exame clínico com um médico experiente neste tipo de dor são essenciais para o tratamento efetivo da dor.

  35. suelen

    olá! me chamo SUELEN tenho 24 anos, sofro de escoliose desde meus 11, 12 anos e tenho medo de operar a coluna…gostaria de saber, se caso eu realizasse a cirurgia, se eu poderei voltar a fazer musculação, lutar… em fim, voltar a praticar exercício físicos normalmente ? e se, sentirei dor nas épocas frias? por causas dos pinos… dizem que quando esfriar vou sentir muita dor, por causas dos ferros e bla,bla, e que nunca mais vou pode fazer exercícios que faço… gostaria de saber se isso é realmente verídico?

    1. Maike Heerdt

      Boa Noite Suelen
      Espero que você esteja bem e cada dia melhor. O sucesso pós -operatório depende de uma boa avaliação fisiatrica antes mesmo da cirurgia. Sendo fundamental avaliar a sensibilização segmentar e tratar a dor persistente antes da cirurgia. Este cuidado evita sensações e limitações futuras.
      Atenciosamente,
      Dra Maike Heerdt

Deixe uma resposta